sábado, 11 de dezembro de 2010



não é o vazio que me dói!
é este cansaço das palavras ditas e não sentidas.
das que se escrevem em forma de balas
do manto da inveja
e do átrio da vaidade
...
que em tanto me petrifica.
.
é este querer ver o sol em dia de chuva
querer a brisa no mais profundo silêncio
e ser desarmada nas entrelinhas.
.
é este ter querido permanecer
e partir num pó rasgado
de não ter sabido ir aquém.
...


MEduarda

2 comentários:

Ana disse...

Mais uma foto muito bonita, mas neste caso o poema é de facto lindo!

Teresa disse...

Obrigada Ana.
Um beijinho :)