domingo, 22 de fevereiro de 2009

Falta muito para a Primavera?


Já disse todas as palavras
todas!
As de canto
as de encanto
as de dor
as de amor
as de frio
as de cio
as de sorte
as de morte
e as de vida
dorida, ferida, ferida...
e o que trás
o que faz
o que jaz
sem temor
é um rio
vazio
tão só e tão frio
por falta de amor
todo dor, todo dor...
já disse
e não espero
nem quero
não quero
o desejo dum beijo
em boca promessa
nem ternura com pressa;
não mais a tristeza
não mais a incerteza
não mais a rudeza
de sílaba assim...
não quero palavras
escritas ou ditas
feias ou bonitas
que doem em mim!...


Maria Mamede

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009